Complexo "Serviços & Utilidades"

Domingo, 28 Abril 2013 03:58

Os piloteiros e a pescaria

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Quando pescamos baseados num hotel, pousada ou barco-hotel, o barco de pesca é usualmente ocupado por dois pescadores e um piloto, ou piloteiro, como é chamado por esse Brasil afora. Eles são muito importantes.

Os piloteiros em geral são profissionais da própria região, muitas vezes nascidos nas barrancas do rio e carregando nas veias sangue caboclo e índio.  Eles são experientes e treinados para fazer o seu trabalho, que consiste em levar os pescadores aos pontos de pesca mais promissores, ou aos locais onde se pratica determinado tipo de pesca, ou onde se sabe que um cardume está se alimentando.   

Os bons piloteiros têm orgulho de que os pescadores de seu barco consigam os melhores resultados, e chegam a competir entre si, gozando os azares enfrentados pelos companheiros de trabalho. Cada piloteiro é responsável pela segurança e bem estar dos pescadores de seu barco, ajudando-os nos problemas surgidos com enroscos ou com o uso de seus equipamentos. O piloteiro cuida também de retirar o peixe do anzol e de iscá-lo novamente, procedimentos em que é hábil e rápido. (Se você pretende devolver o peixe ao rio, avise antes ao piloteiro). Peixes abaixo da medida legal serão sempre devolvidos ao rio.

Todo piloteiro certamente gosta de pescar, mas alguns não levam equipamento próprio.  É decisão do pescador emprestar ou não equipamento ao piloteiro, porém os peixes que ele venha a pescar pertencem aos pescadores daquele barco. É também responsabilidade do piloteiro abastecer o barco com iscas e combustível, e limpar e guardar os peixes de cada pescador. Cabe ainda ao piloteiro abastecer a caixa térmica com bebidas, sob a orientação do pescador.

Os barcos utilizados para a pesca são geralmente de 5 a 6 metros, e os pescadores dispõem de assentos com encostos e de coletes salva-vidas fornecidos pelo hotel ou barco-hotel. É indispensável ressaltar a importância do uso do colete salva-vidas, pois os barcos se deslocam com bastante velocidade entre o hotel e os pesqueiros, e algumas formas de se pescar, como a rodada, são feitas com o barco em movimento.  Pessoas que não sabem nadar ou que não estão com bom condicionamento físico devem usar o colete salva-vidas todo o tempo. Desnecessário dizer que os piloteiros são cuidadosos, mas sempre é bom ter uma dose de cautela.

Se os ocupantes do barco resolverem passar o dia inteiro no rio, além da “quentinha” que é fornecida pelo hotel, os piloteiros são habilidosos em preparar no barranco, em lugar apropriado e com sombra, filés de peixe e de boi na chapa, levando os utensílios e ingredientes para esse fim. Basta combinar de véspera com o hotel e o piloteiro.  O peixe naturalmente é o capturado naquela manhã, e a comida, apesar de simples, costuma ser excelente.

O serviço do piloteiro está incluído no custo dos pacotes de pesca, e a gorjeta é portanto uma decisão dos pescadores e resultado da satisfação de cada um.

Lembre-se: o piloteiro é uma pessoa simples, um ser humano e portanto, sujeito a falhas. Trate-o com respeito e, se for necessário, explique sobre aquilo que não está agradando ou que você gostaria que ele fizesse, e na sua simplicidade ele se esforçará em atendê-lo bem.

Lembre-se também que, em qualquer situação de pesca, há dias de sorte e dias de azar, não importa os esforços dos piloteiros.

"ENVIE SUA DICA PARA O SITE"

Ler 3500 vezes